• Raiane Cardoso

Bateria, wildcard, lay day: você sabe o que significam essas palavras no surf?

Se você já assistiu alguma competição de surf, em especial alguma da Liga Mundial de Surf (WSL) e se perdeu no vocabulário, esta matéria é para você. De janela à interferência, o vocabulário dos campeonatos de surf feminino e masculino são recheados de expressões - grande parte em inglês -, e hoje o ManaSurf vai te explicar o que esses termos significam.


Algumas atletas da elite mundial do surf feminino. Foto: WSL/Reprodução Instagram

1. Janela


As janelas de espera são um período de tempo em que um campeonato pode acontecer. O objetivo de existirem as janelas é garantir que o campeonato vai acontecer com as melhores condições possíveis de ondas naquele local. A WSL estipula um minímo de seis dias de janela em eventos femininos do Circuito Mundial de Surf (CT) e de nove dias para eventos masculinos. Se for um evento combinado, ou seja, com atletas do surf feminino e masculino no mesmo evento, há um período de, no mínimo, dez dias de janela de espera.


2. Lay Day


As janelas de espera existem, principalmente, por causa dos lays days. São os dias em que o campeonato é adiado devido à condições ruins do mar. Normalmente são os dias em que o mar não tem ondas, ou seja, quando o mar está "flat" - a palavra vem do inglês e significa liso ou plano. Um lay day é dia do atleta focar no treino físico, no descanso e esperar o retorno do campeonato.


3. Baterias


As baterias ou heats, o termo em inglês, são quando os surfistas entram no mar e competem uns com os outros. Quem tiver a melhor pontuação, segue na competição e avança para a próxima etapa do campeonato, enfrentando outros atletas em novas baterias. O número de baterias e de atletas em cada uma depende do evento. Pode acontecer, inclusive, de rolar mais de uma bateria ao mesmo tempo.



3. Rodadas


Os campeonatos de surf costumam ser compostos de rodadas - os rounds, em inglês. Cada rodada tem um determinado número de baterias sendo disputadas por 2, 4 ou mais surfistas. Os eventos femininos do Circuito Mundial de Surf, por exemplo, possuem três rounds, as quartas de final, as semi final e a grande final.


4. Wildcard


Wildcard significa "curinga" em português, aquela carta do baralho na qual pode ser atribuído qualquer valor ou propriedade dentro do jogo e que também podem substituir outras cartas. Também chamados assim aquelas pessoas que são versáteis e que se dedicam à várias funções.


No surf, a expressão tem um significado diferente do que conhecemos como curinga mas dá para entender o motivo da palavra: wildcards são convites de última hora para participar de um campeonato de surf. Em geral, o convite costuma ser feito para atletas que não conseguiram se qualificar por causa de lesões ou outra razão mais específica.

Um mar típico de um lay day. Foto: Maria Antônia

A WSL, por exemplo, dá wildcards de temporada para três surfistas todos os anos para o Circuito Mundial de Surf - dois atletas do circuito masculino e uma atleta do circuito feminino. Neste caso, os atletas são convidados para participar de toda a temporada.


Existem também os wildcards de evento, quando o atleta é convidado para participar apenas daquele evento específico e também são dois para o masculino e um para o feminino. Nos dois casos de wildcards, os convidados costumam ser os surfistas que se lesionaram no campeonato anterior e que, por causa disso, não conseguiram se qualificar.


5. Prioridade


Quando um surfista tem a prioridade, quer dizer que ele tem o direito de escolher a próxima onda a ser surfada na bateria. Ao pegar uma onda e/ou remar para uma e perdê-la, o surfista perde a prioridade. No caso de uma bateria com dois ou mais surfistas, o primeiro atleta a voltar para a linha de arrebentação das ondas é o que conquista a prioridade da próxima onda. Pode acontecer, também, de uma bateria não ter prioridade.


6. Interferência


A interferência acontece quando, em uma bateria, um surfista atrapalha a onda do outro surfista com quem está competindo. Se, de alguma forma, um atleta é prejudicado por outro quando está em uma onda, acontece uma interferência e quem prejudicou é punido pelo ato. Não precisa acontecer, necessariamente, uma colisão ou um contato entre os surfistas para configurar uma interferência. Duas interferências na mesma bateria desclassificam um surfista.


Existem tipos de interferências, como no caso de o surfista ser prejudicado quando tem a prioridade, por exemplo. Também existem níveis de interferência, que afetam a penalidade a ser imposta ao atleta. Uma interferência grave, por exemplo, pode render uma suspensão de todo o circuito ao atleta.


Se você quiser entender melhor todas as regras dos eventos da WSL, você pode clicar aqui e conferir o livro de regras da organização.


Conta para a gente, tiramos suas dúvidas? Diz aqui embaixo nos comentários quais termos do surf sempre te confundem!

  • Instagram - White Circle
  • Facebook - Círculo Branco
  • Pinterest - Círculo Branco

Contato

COPYRIGHT © 2019, PORTAL MANASURF . TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.