• Fernanda Bahia

"Meu nome é Michaela Fregonese"

Estreou ontem, 6 de março, no Canal OFF, o documentário “Meu nome é Michaela Fregonese”, filme que fala da jornada de Michaela na sua primeira vez em Nazaré, Portugal. Na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro, no Clássico Beach Club, um evento de lançamento com a própria Michaela Fregonese. O Portal ManaSurf foi lá conferir o documentário e aproveitou para conhecer a surfista de ondas gigantes.


Fernanda Bahia (Portal Manasurf), Michaela Fregonese e João Pedro Braga (Canal Surf Storm) no evento de lançamento

Produzido por Marcelo, da Ready2Fly, o filme tem cerca de 30min de duração. A mãe de Vittorio mostra seu bom humor, mesmo quando está prestes a encarar as ondas do pico português. Já Vittorio mostra, em suas falas durante o documentário, muita preocupação com a mãe.


Mas o mais interessante, pessoalmente, foi conhecer Michaela e depois assistir ao filme. A surfista muda de personalidade, se torna uma potência de foco e determinação quando está prestes a surfar. Até mesmo sua linguagem corporal muda, o que é possível perceber também nas entrevistas depois que ela já saiu da água e encara o seu medo de surfar Nazaré.


Talvez a surfista dispense apresentações. Fato é que o nome de Michaela deve, sim, ser lembrado. No auge de sua carreira no surf de ondas gigantes, a curitibana foi a primeira mulher a ganhar um campeonato de ondas grandes em solo brasileiro, o Itacoatiara Big Wave. Além de ter chances de ganhar, nesse ano, o WSL Big Wave Awards 2020.


Para quem perdeu o lançamento de ontem, o doc será reprisado na segunda-feira, 9 de março, as 8h30min, e está disponível no Off Play.

  • Instagram - White Circle
  • Facebook - Círculo Branco
  • Pinterest - Círculo Branco

Contato

COPYRIGHT © 2019, PORTAL MANASURF . TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.