• Fernanda Bahia

Laura Raupp campeã do Billabong apresenta Layback Pro

A catarinense Laura Raupp, de apenas 15 anos, foi a grande campeã do Billabong apresenta Layback Pro, na Praia Mole em Florianópolis. A primeira etapa brasileira do Qualifying Series desse ano viu ainda a peruana Melanie Giunta, de 24 anos, ficar em segundo no pódio.

Laura Raupp campeã do Layback Pro | Fotos: WSL/Marcio David


A vitória de Laura Raupp igualou um momento histórico que aconteceu na mesma praia, há 12 anos: em 2009, Gabriel Medina se tornou o surfista mais jovem a vencer um evento da WSL, com 15 anos. Mesma idade que a catarinense garantiu a sua vitória no último domingo, 14 de novembro, a primeira na sua carreira no WSL Qualifying Series.


Melanie Giunta vice-campeã do Layback Pro
Melanie Giunta vice-campeã do Layback Pro | Foto: WSL/Marcio David

O evento em Florianópolis abriu os rankings regionais de 2021/2022 da WSL Latin America. É a partir desse ranking que as surfistas da América Latina se qualificam para surfar os Challenger Series, tour de acesso ao CT mundial. O evento garantiu 1000 pontos para Laura, campeã da competição. Ela abre a temporada como líder do ranking, mas muita coisa ainda pode acontecer.


Confira a posição das surfistas latino-americanas após o primeiro QS de 2021/2022:

01: Laura Raupp (BRA) – 1.000 pontos

02: Melanie Giunta (PER) – 800

03: Summer Macedo (BRA) – 650

03: Arena Rodriguez Vargas (PER) – 650

05: Daniella Rosas (PER) – 500

05: Sol Aguirre (PER) – 500

05: Sophia Medina (BRA) – 500

05: Isabelle Nalu (BRA) – 500

09: Dominic Barona (ECU) – 350

09: Karol Ribeiro (BRA) – 350

09: Tainá Hinckel (BRA) – 350

09: Monik Santos (BRA) – 350


O evento viu algumas veteranas e muitas estreantes participarem da competição, e o pódio reflete a chegada da nova geração do surf feminino no país. No masculino, o paulista Eduardo Motta derrotou o veterano local Michael Rodrigues na final e levou a melhor.


Nesta segunda-feira, 15 de novembro, as competições continuam em Saquarema, no Rio de Janeiro, com o segundo QS seguido no Brasil, desta vez valendo 3000 pontos para as meninas.