• Fernanda Bahia

Brasil chega nas quartas de final com Silvana Lima no MEO Vissla Pro Ericeira

Com três brasileiras competindo no MEO Vissla Pro Ericeira, Silvana Lima representou o país até as quartas de final no evento. Summer Macedo parou nas oitavas. A segunda etapa do Challenger Series 2021 terminou neste sábado, 9 de outubro, com dois havaianos no pódio: Luana Silva, que é filha de brasileiros, e Ezekiel Lau.

Silvana Lima no MEO Vissla Pro Ericeira
Silvana Lima no MEO Vissla Pro Ericeira | Foto: WSL/Poullenot
O Brasil na competição

As duas brasileiras chegaram junto com Sophia Medina para representar o país no feminino da segunda etapa do Challenger Series desse ano. Mas a paulista foi eliminada ainda no primeiro round da competição.


Já Summer e Silvana avançaram, e no segundo round venceram juntas contra a australiana Molly Picklum e a costarriquenha Leilani McGonagle. Nas oitavas, Summer enfrentou a francesa Pauline Ado.


Já Silvana derrotou a australiana Keely Andrew e garantiu sua vaga nas quartas. Mas foi a mesma francesa que eliminou Summer, que tirou Silvana do campeonato.

Campeões da etapa

Nas semis, Pauline foi eliminada pela havaiana Gabriela Bryan, e Luana Silva derrotou a surfista do País Basco, Ariane Ochoa. A final foi de dobradinha havaiana, e Luana Silva levou a melhor contra sua conterrânea.

Ezekiel Lau e Luana Silva campeões do MEO Vissla Pro Ericeira
Ezekiel Lau e Luana Silva campeões do MEO Vissla Pro Ericeira | Foto: WSL/Poullenot

No masculino, o Brasil tinha 21 atletas representando o país, e Alejo Muniz terminou na melhor colocação, sendo eliminado também nas quartas, pelo havaiano Imaikalani deVault. A final ficou entre o havaiano Ezekiel Lau e o australiano Jackson Baker, e foi Ezekiel quem levou a melhor.

Perrengues

Mas a etapa portuguesa do Challenger não foi só sucesso. Nos últimos dias, dois surfistas assustaram o fã do esporte em acidentes enquanto surfavam.


Na manhã de quarta, outro acidente, mas dessa vez durante a etapa do MEO Vissla Pro Ericeira. A portuguesa Teresa Bonvalot se viu presa entre as pedras do canto da praia de Ribeira D'ilhas, durante a sua bateria contra Luana Silva, nas oitavas contra Luana Silva.


Uma onda ainda chegou a derruba-la no meio das pedras enquanto tentava sair com a prancha na mão e a ajuda de outro surfista. Teresa conseguiu sair, e voltou para a sua bateria, mas acabou eliminada por Luana.



Em suas redes sociais, que comemorava seu aniversário de 22 anos no mesmo dia, afirmou que seu presente foi poder dizer que estava bem, mesmo depois do susto. E ainda agradeceu a quem tentou ajuda-la.


Na terça-feira, o surfista havaiano Josh Moniz sofreu um acidente enquanto treinava em Supertubos, Portugal, depois de ser eliminado da etapa. Josh bateu a cabeça no fundo, acabou machucando o pescoço e foi retirado do mar por outros surfistas.


No hospital, Moniz, que é irmão dos dois surfistas profissionais Seth Moniz e Kelia Moniz, afirmou que está bem e consegue sentir e mexer as pernas. Mas que pode precisar passar por uma cirurgia no pescoço.

Ranking Feminino do Challenger Series

Com o resultado da etapa, Gabriela Bryan se manteve no topo do ranking feminino do Challenger Series 2021. E a campeã, Luana Silva, subiu 49 posições, para terceira do ranking. Enquanto isso, a costarriquenha Brisa Hennessy subiu três posições, e agora aparece em segundo.

A linha de corte do ranking feminino do Challenger, para as atletas entrarem no Championship Tour, é a quinta posição. Até a segunda etapa, além das três atletas já citadas, a francesa Pauline Ado, a estadunidense Caitlyn Simmers e a atleta do País Basco, Ariane Ochoa, também se classificam.


Já as representantes do Brasil também fizeram avanços significativos no ranking, após a competição. A veterana Silvana Lima subiu 49 posições, para 33º, depois da sua primeira etapa do Challenger, já que a brasileira não competiu em Huntington Beach. Summer Macedo, por sua vez, subiu 24 posições, e aparece atrás de Silvana, em 37º.


As atletas ainda têm a etapa da França, o ROXY Pro France, com janela entre os dias 16 e 24 de outubro, e a etapa do Hawaii, o Haleiwa Challenger, no final de Novembro, onde será decidido quem vai entrar para o CT na temporada de 2022.