• Fernanda Bahia

Atletas do CT já estão na Austrália para uma quarentena de duas semanas pré-competição


Bronte Macaulay em Margaret River
Bronte Macaulay em Margaret River | Foto: divulgação/WSL

No final do domingo, 7 de março, os atletas do Championship Tour começaram a chegar em Sidney, na Austrália, para a próxima etapa do tour mundial. No Instagram, algumas surfistas já atualizaram o público com vídeos e imagens da viagem. Todos os atletas de fora da Austrália vão fazer uma quarentena de duas semanas antes da competição voltar.


Antes de embarcarem, todos os atletas fizeram um teste para covid, e uma surfista ficou para trás. A americana e promessa do CT, Caroline Marks, testou positivo e não pôde embarcar com os outros atletas. Em um vídeo no Instagram, ela contou que está seguindo todos os protocolos e que pretende voltar à competição, quando testar negativo novamente.

A janela da próxima etapa começa no dia primeiro de abril. Até a data, os atletas farão 14 dias de quarentena - até o dia 22 de março - e depois disso terão pouco mais de uma semana de treino e adaptação para o evento de Newcastle do CT. Depois dessa, que é a segunda etapa da temporada, a Austrália ainda tem mais três competições: uma em New South Wales, entre os dias 16 e 26 de abril; Margaret River, entre os dias 2 e 12 de maio e Rottnest Island, de 16 a 26 de maio.


Nos stories do Instagram, algumas atletas do CT fizeram posts mostrando a viagem e o quarto onde vão ficar pelos próximos dias. A brasileira Tati Weston-Webb foi uma delas. Nos vídeos, a surfista fez um tour pelo seu quarto e postou até um vídeo seu passando o tempo livre jogando tênis com a parede. Courtney Colongue foi um pouco mais radical e mostrou que está andando de skate em seu quarto.


O protocolo de quarentena é um dos muitos cuidados que a WSL está tomando com seus atletas e staff para esse evento. No Hawaii, algumas medidas já haviam sido tomadas, mas ainda assim, membros da equipe contraíram covid durante a competição, e a etapa de Pipeline chegou a ser paralisada. Para que o evento não seja interrompido novamente, todo cuidado é pouco.


A Austrália é um dos poucos países em que a pandemia do covid-19 está em estágios mais avançados de controle da doença. No começo do ano, uma etapa chegou a ser cancelada e uma adiada, antes do braço australiano, por conta do coronavirus. Já a sexta parada do CT, até então, é a brasileira, em Saquarema, Rio de Janeiro. A competição está marcada para junho, mas ainda é cedo para confirmações quanto a sua realização.